Sexualidade

A função sexual é inerente em todas as espécies, mas, na espécie humana, além da função reprodutiva, ela está ligada a diversos fatores, como culturais, sociais, religiosos, afetivos, etc. Isto faz com que a função sexual, apesar de se manifestar como impulso do desejo, acabe sendo controlada por várias crenças, crendices e poucas informações.

 

O Projeto busca orientar as meninas quanto ao funcionamento do corpo com relação à resposta sexual, explicando o que ocorre com os corpos feminino e masculino durante um relacionamento sexual, além de ensinar quanto à necessidade de autovalorização e cuidado quanto à saúde, tanto física quanto emocional, no exercício da sexualidade.

 

A liberdade gerada pelas mudanças culturais nos últimos 50 anos, o acesso à informação e à possibilidade da anticoncepção levaram a profundas mudanças na vivência da prática sexual nos dias atuais. Porém, também possibilitou uma mudança de valores de comprometimento com as conseqüências de toda esta liberdade.

 

O Projeto passa às meninas o quanto é importante poder vivenciar este novo tempo, mas que é preciso ser responsável pelas escolhas e suas conseqüências. A gravidez na adolescência é uma ocorrência que transforma profundamente a sua vida, pois, a partir daí, ela se torna responsável por ela e por seu bebê; e muitas vezes sem o apoio da família ou do pai da criança.

 

Hoje em dia é muito difícil impedir que um jovem inicie precocemente a sua vida sexual. Então, é fundamental que possamos prepará-la para que possa fazer escolhas mais conscientes, baseadas no conhecimento, na objetividade e na clareza com que tratamos este assunto; e não em preconceitos ou medo, que não esclarecem acabam por favorecer comportamentos errôneos ou até destrutivos, comprometendo assim o restante de sua vida.

3/07/2015