Grávida pode pular Carnaval?

Quem espera um bebê, certamente, já ouviu ou até já se cansou de repetir aquela máxima que diz: “Gravidez não é doença”. E não é mesmo! A barriguinha – ou o barrigão – não vai impedir você de aproveitar um dos feriados mais animados do ano. Bailes, desfiles e festinhas podem, sim, entrar no roteiro de passeios das futuras mães – desde que não apresentem nenhuma condição de risco e a mulher tenha o aval do obstetra. Só é preciso escolher bem o seu destino e tomar alguns cuidados básicos. Fora isso, é só preparar a serpentina e o confete e partir para a festa. Quer uma notícia ainda melhor? Isso pode ser bom até para o seu filho. A alegria da mãe libera hormônios de bem-estar, como a endorfina, e isso também pode ser sentido pelo bebê.

Antes de começar a decorar o samba-enredo ou a marchinha, confira quais cuidados você deve tomar, dependendo da fase da gestação em que você está:

Primeiro trimestre:
– Como a barriga mal aparece, você pode pular normalmente – desde que sua gravidez não apresente riscos.

– Cuide da alimentação e da hidratação. Nesta fase, o bebê está em pleno desenvolvimento e precisa de nutrientes. Se a mãe gasta energia demais, é preciso repor. Leve sempre uma garrafinha de água ou suco com você e garanta lanchinhos saudáveis, como frutas ou mix de cereais.

– Não se obrigue a estar na folia. Se estiver indisposta, com muito sono ou enjoos frequentes, prefira relaxar. Respeite o seu ritmo.

– Esqueça as bebidas alcoólicas. Há diversos estudos que mostram o quanto elas são prejudiciais ao bebê.

– Fuja de locais com fumaça ou sprays de espuma para não inalar substâncias que podem ser prejudiciais ao seu filho.

– Se vai aproveitar a festa durante o dia ao ar livre, não se esqueça do protetor solar para evitar manchas na pele

Segundo trimestre:
– A barriga começou a aparecer e você deve se sentir bem mais disposta. Aproveite!

– Os cuidados do primeiro trimestre continuam valendo.

– Como a barriga está mais aparente, evite lugares excessivamente aglomerados, pelo risco de levar uma cotovelada ou batida forte no abdome. E até mesmo se sentir mal.

– Evite sapatos de salto alto, para não correr o risco de queda e torções no tornozelo.

– Em vez de fantasias apertadas e que podem machucar, prefira roupas confortáveis. Assim você fica mais à vontade e aproveita melhor a festa.

Terceiro trimestre:
– Os cuidados do primeiro e segundo trimestres continuam valendo, exceto, talvez, pela disposição. Pode ser que nesta fase, a barriga já pese muito e você se sinta mais cansada. Respeite seus limites.

– Para evitar quedas de pressão, prefira lugares menos abafados. Se o ambiente for fechado, saia um pouco, de tempos em tempos, para respirar ar fresco.

– Se você estiver com mais de 37 semanas, não é recomendado se afastar muito da maternidade ou do local em que planeja ter o bebê. Tenha o contato do obstetra, pois o trabalho de parto pode desencadear a qualquer momento.

Fonte: Revista Crescer