Delegada Rose esclarece Lei Maria da Penha para as meninas-mães

por adriana vieira

Esse dia vai ficar marcado na mente e no coração de todas as adolescentes que fazem parte do Projeto Menina-mãe, 23 de setembro! Dia da abertura da semana de celebrações do quarto ano do Projeto que funciona em Santos, na sede da AMS, com palestra da Delegada Rosmary Correa, responsável pela implantação da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) em São Paulo.

Durante toda a tarde ela esclareceu sobre os tipos de violência que são cometidos contra as mulheres, sobre a Lei Maria da Penha (LEI Nº 11.340, DE 7 DE AGOSTO DE 2006), como fazer denúncias de abusos, a proteção que as leis garantem para mães e bebês, punição aos agressores, entre outros temas. E enfatizou os 5 tipos de violência que as mulheres podem sofrer: física, sexual, moral, psicológica e material.

A delegada comentou a importância dessas meninas obterem informações corretas sobre seus direitos para que a justiça se faça. Enfatizou que o amor próprio deve ser prioridade para cada menina, e que a independência financeira é essencial para todas, para que possam fazer suas escolhas. Comentou ainda: “vocês fazem parte de um Projeto que dá todo apoio para vocês durante a gestação, então, aproveitem bem esse tempo por aqui para aprender, se desenvolver, crescer e cuidar de si
mesmas e de seus filhos, e não se permitam ficar com ‘agressores’. Formem sim uma família e façam a escolha correta”, reafirmou a delegada.

Ao final de sua fala, ela endossou: “ vocês precisam de apoio, de mais coragem e mais força para seguirem, e isso vocês encontram aqui. Sigam sozinhas ou    companhadas. Mas sem revolta, e sim, procurando seu caminho, que seja bom para vocês e seus filhos”.

Depois de sua didática explicação, a delegada abriu para perguntas, e as adolescentes, sem hesitar iniciaram dezenas de perguntas. Foram mais de 15 somente na primeira hora. E não paravam de chegar mais questões. No auditório, meninas entre 13 até 19 anos, e os assuntos em  pauta foram os seguintes: companheiros agressores, abusos sexuais dentro de casa, violência verbal e psicológica, ameaças contra a vida  e de seus filhos, difamação, calúnia, entre outros.

Ao final do encontro, as adolescentes fizeram um coro: “volte novamente”. Com um largo sorriso, e muito solícita, a delegada Rosmary prometeu voltar sempre que puder e as adolescentes e o Projeto Menina-mãe, agradecem!

Parceria AMS e APM:

Numa parceria visando o bem comum da comunidade, a regional santista AMS e a APM trouxeram, pela primeira vez, a delegada Rosmary Corrêa,  para dar abertura as comemorações de aniversário de 4 anos do Projeto Menina-mãe,  que funciona na sede santista, sob a coordenação do Departamento de  Ações Comunitárias. “Foi uma escolha unânime e creio que não poderia  ter sido melhor. As meninas adoraram, aprenderam muito e com certeza  traremos a delegada novamente”, comentou a presidente do Projeto  Menina-mãe, Lourdes Teixeira Henriques.

Estiveram também presentes no evento: a pediatra Ana Beatriz Soares, a  obstetra Márcia Garcia Angrisani, além das voluntárias do Projeto, e  ainda Dr Arnaldo Duarte Lourenço (presidente da AMS entre 2005-2008),  Iraci Contreiras e Lígia Garcia, da APM.

Meninas-mães:

A.C, de 15 anos, grávida de 6 meses, comentou após a palestra: “ eu sofri alguns abusos quando era mais nova, dentro de casa, mas achava que não podia fazer nada, e agora sei que tinha como me defender”.

D.G, 19 anos, que já não faz mais parte do Projeto devido a maioridade, veio prestigiar o evento e fez algumas perguntas relacionadas as agressões morais e finaceiras que sofre ainda hoje de seu companheiro. Ela disse: “devia existir uma delegada dessa em todo lugar, porque a gente agora entende que deve se respeitar e se amar mais do que tudo, como ela mesmo falou pra gente”.

Anivesário do projeto Menina-mãe

Dia 01 de outubro

Horário:10 horas

Local: Av. Ana Costa, 388

Lançamento do Vídeo Institucional do Projeto Menina-mãe e Formatura do Curso Profissionalizante das meninas-mães pelo Colégio Renovação

27/09/2011