6 dicas para quem acabou de se tornar mãe

  1. Aceite ajuda, para o bem de todos

Se você faz questão de assumir todos os cuidados com o bebê, vai precisar de auxílio para organizar o resto, como a casa, por exemplo. Aos poucos, porém, é provável que você perceba que o apoio de pessoas de confiança é melhor para a família. Escute quem  quer o seu bem e absorva os bons conselhos.

  1. Converse com outras mães

“Trocar figurinhas” com outros pais vai fazer com que você se sinta mais segura – principalmente ao descobrir que não é a única mãe do mundo que pensou em colocar um espelhinho no nariz do bebê para ver se ele estava respirando. ‘Se durante a gestação a barriga era um ponto de referência para puxar assunto com outras grávidas, agora o olhar se vira para carrinhos e afins’, diz a enfermeira-obstetriz Márcia Regina da Silva. Não perca a oportunidade de conversar com as mães que cruzarem o seu caminho, seja na rua, seja no playground ou na sala de espera do consultório médico.

  1. Acredite no seu instinto materno

Conselhos de pessoas experientes ajudam, mas é importante tomar cuidado com os palpiteiros de plantão. ‘Não há dúvida de que a mãe é a pessoa mais indicada para cuidar do bebê, afinal ela o conhece melhor do que ninguém’, afirma Márcia. Segundo a enfermeira, as mães de primeira viagem costumam ficar divididas entre o que dizem as amigas, a própria mãe e o pediatra. ‘O ideal é seguir o bom senso’, recomenda. Na maioria das vezes, como você vai comprovar com o tempo, coração de mãe não se engana.

  1. Não fique obcecada com o peso

É melhor se conformar: dificilmente você perderá em duas semanas os quilos que levou nove meses para adquirir. ‘As mulheres acham que já vão sair da maternidade magrinhas. Depois do parto, no entanto, a barriga costuma parecer a mesma do quinto mês de gestação’, avisa a enfermeira Márcia. De fato, o corpo precisa de alguns meses para retornar à forma antiga. É claro que você pode ajudar, com atividades físicas (assim que o obstetra liberar) e uma dieta equilibrada. Mas nada de exageros: remédios para emagrecer são proibidos para quem está amamentando. A propósito, o aleitamento é um ótimo exercício para perder peso, gasta em média 800 calorias por dia (200 a mais do que uma hora de ginástica aeróbica).

  1. Durma sempre que puder

Nos primeiros meses, o bebê não tem hora exata para mamar, embora costume chorar de fome num intervalo de duas horas e meia a quatro horas. Nesse período, também é o momento de trocar as fraldas. Isso sem falar no banho diário e outros imprevistos, como aquele parente distante que ligou para saber as novidades. Resumindo, a jornada é longa – e contínua. Por isso, um cochilo é bem-vindo a qualquer hora do dia.

  1. Pais heróis não existem na vida real

Mães infalíveis são um mito do folclore popular. ‘Os pais têm de aceitar as próprias limitações. Errar faz parte’, explica a psicóloga Anna Mehoudar Correia. O segredo, além de manter a calma, é observar a criança com atenção. ‘Toda vez que algo der errado, os pais devem mudar de estratégia até descobrir a que melhor funciona com o filho’, afirma a psicóloga. Se o bebê reclamar de uma determinada posição enquanto estiver no colo, por exemplo, tente outra. Simples assim.

 

Fonte: Grávidas Antenadas